Últimas de Brumadinho-MG

04/02/2019

Enquanto equipes buscam sobreviventes do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), técnicos começam a se debruçar sobre as causas da tragédia.

##mais##

Até a tarde de segunda, 60 pessoas haviam morrido e 292 estavam desaparecidas após a Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão desabar, provocando uma avalanche de lama que engoliu edificações da Vale e atingiu casas na vizinhança.

O juiz do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) Renan Chaves Carreira Machado, a pedido da Advocacia Geral do Estado (AGE), determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão das contas da empresa Vale, após o rompimento da barragem. O valor deve ser disponibilizado em uma conta judicial.

A medida, proposta pelo Estado de Minas Gerais e decidida pela Justiça em caráter liminar, busca oferecer "imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências (...) e na redução do prejuízo ambiental".A decisão determina, ainda, que a empresa apresente, em até 48 horas, "um relatório sobre as ações de amparo às vítimas, adote medidas para evitar a contaminação de nascentes hidrográficas, faça um planejamento de recomposição da área afetada e elabore, de imediato, um plano de controle contra a proliferação de pragas e vetores de doenças diversas".

A BBC News Brasil ouviu três integrantes de organizações que monitoram a mineração na região e acompanham os desdobramentos do acidente.

Terremoto obriga Equador a aplicar reformas fiscais postergadas

27/04/2016

Funcionários observam lojas destruídas pelo terremoto, em bairro comercial de Portoviejo, no EquadorMesmo antes do terremoto, as perspectivas eram duras para este pequeno país andino.

Os preços do petróleo, que um dia alimentaram os gastos pródigos do governo voltados para os pobres, despencaram. A economia estava em contração. A única salvação era a China, cujos empréstimos incluíam altas taxas de juros e condições que o governo local não divulgava.

Hoje, depois do maior terremoto no Equador desde 1979, os líderes de esquerda do país estão recorrendo ao tipo de medidas que combatiam antes de chegar ao poder.

Fórum Cocó analisa proposta do Governo e quer inclusão de quatro áreas

27/04/2016

Depois de analisar a proposta da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Ceará, o Fórum Permanente pela Implantação do Parque Ecológico do Cocó (Fórum Cocó) decidiu votou pela manutenção de quatro perímetros como áreas de Parque, nesta terça-feira, 26. O Fórum apontou 11 pontos divergentes presentes no projeto do Governo

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Netinho Santos

Danado de Bom

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido: